(21) 2445-4941 (21) 97236-2929

Av. das Lagoas, 12 - Gardênia Azul (Jacarepaguá), Rio de Janeiro/RJ

Artigos › 20/09/2017, 03:11

Mês da Bíblia: O Antigo Testamento

A Bíblia é dividida em duas grandes partes: Antigo Testamento e Novo Testamento. Essa divisão existe simplesmente para dividir a história da salvação antes de Cristo (Antigo Testamento/Aliança) e depois de Cristo (Novo(a) Testamento/aliança). O Antigo Testamento, que é chamado de “antigo”, não significa “antiquado”, “obsoleto”, e sim “das origens”. O Antigo Testamento narra as origens do gênero humano, a sua queda com o pecado, e toda iniciativa divina para resgar o homem e trazê-lo de volta para a comunhão com Deus. No Antigo Testamento temos a primeira aliança de Deus com os homens, a primeira revelação do Deus único e verdadeiro. Deus vai ao encontro do homem, não o homem sozinho tenta ir ao encontro de Deus, mas o próprio Deus que se revela, desce até a realidade humana e se revela.

O Antigo Testamento (AT) é uma coletânea de escritos que dá testemunho da criação e do amor de Deus pelos seres humanos antes de Jesus Nascer. o AT foi escrito por muitas mãos. A maior parte dos livros foi escrita em hebraico, e alguns em aramaico ou grego. A maioria dos livros surgiu em Israel, alguns talvez também fora da Terra Santa. Foi um processo de muitos séculos até que o Antigo Testamento se formasse e encontrasse a sua forma atual.

O Antigo testamento é dividido em 4 partes:

  • Pentateuco (Gênesis até Deuteronômio)
  • Livros Históricos (Josué até Macabeus)
  • Livros Sapienciais (Jó até Eclesiástico)
  • Profetas (Isaías até Malaquias)

Que significado tem o Antigo Testamento para os Cristãos?

“No Antigo Testamento, Deus mostra-Se como o Criador e o sustento do mundo, como guia e educador da humanidade. Também os livros do Antigo Testamento são Palavra de Deus e Sagrada Escritura. Sem o Antigo Testamento não é possível compreender Jesus.” (You Cat, 17)

O Antigo Testamento foi escrito sobretudo para preparar a vinda de Cristo Salvador do universo. Essa é verdadeira razão de existir dos escritos do AT, como explica o Catecismo da Igreja Católica:

“Com efeito, “a Economia do Antigo Testamento estava ordenada principalmente para preparar a vinda de Cristo, redentor do todos”. (§122)

“O Novo Testamento está escondido no Antigo, ao passo que o Antigo é desvendado no Novo. (§129)

Resumindo o Antigo Testamento, podemos perceber uma sucessão de ações divinas:

  • a criação
  • a queda original
  • a promessa da salvação depois da queda original
  • a vocação dos patriarcas
  • a libertação da escravidão no Egito
  • a marcha pelo deserto
  • a conclusão da aliança no Sinai
  • a ocupação da Terra Prometida
  • as infidelidades combatidas pelos profetas Elias e Eliseu
  • a esperança messiânica depositada em Davi e seus sucessores
  • o chamado à conversão pelos profetas clássicos
  • a perda da Terra, com os consequentes exílios
  • o retorno e a reconstrução de jerusalém

Tendo em vista o Cristo que vêm, devemos ler as páginas do Antigo Testamento. Pois toda escritura sagrada fala de Jesus.

Que possamos aprofundar neste mês da bíblia o conhecimento do Antigo Testamento, e assim entender melhor o mistério de Cristo.

Salve Maria!