(21) 2445-4941 (21) 97236-2929

Av. das Lagoas, 12 - Gardênia Azul (Jacarepaguá), Rio de Janeiro/RJ

Notícias da paróquia › 26/04/2017, 10:40

Procissão luminosa encerra Vigília Pascal

Presidida pelo pároco, padre Robert Chrząszcz e concelebrada pelo vigário paroquial, padre Claudio Fernandes, a Vigília Pascal do Sábado Santo, dia 15 de abril, foi iniciada com a liturgia da luz. Com as luzes da igreja apagadas, os ministros saíram em direção ao pátio, onde foi feita a bênção do fogo e a preparação do círio pascal.

Pela primeira vez os paroquianos puderam acompanhar o momento porque a Pastoral da Comunicação (PASCOM), realizou uma gravação ao vivo (live) e exibiu ao lado do altar. A celebração contou com a presença dos diáconos permanentes, Antônio Alfredo e Pedro Manoel, que junto aos sacerdotes estavam paramentados de branco.

Bênção do Fogo

Procissão com o círio pascal

Com o círio pascal nas mãos, o diácono Pedro entoou três vezes: “Eis a Luz de Cristo”. Em seguida foi celebrado o Precônio Pascal, dando início a liturgia da palavra. Sete textos bíblicos, sete salmos e sete orações foram feitas até a chegada do glória, onde todas as luzes da igreja foram acesas, indicando a ressurreição de Cristo.

Com as luzes da igreja apagadas, fiéis acompanharam as leituras

Paroquiano acompanha o folheto a Missa

A homilia foi feita pelo vigário, padre Claudio, que agradeceu a comunidade pela entrega e disponibilidade durante o tempo de preparação para a Páscoa. Ele relembrou o tempo quaresmal, a Semana Santa, até a chegada do Sábado Santo, no qual destacou a plena consciência que devemos ter a respeito do que celebramos – Paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo.

“Jesus é o maior exemplo de Amor que já foi demonstrado. Ele se oferece, é obediente até o fim e Deus aceita seu sacrifício e o ressuscita. Desta forma, não podemos sair desta celebração sem anunciar a ressurreição! A liturgia de hoje nos envia a proclamar um tempo novo!”, exortou.

Padre Claudio na homilia

Altar da celebração

Novos discípulos

Após a liturgia da palavra, foi cantada a Ladainha de Todos os Santos e realizada a bênção da água batismal. Sete catecúmenos receberam o sacramento do batismo, fundamento de toda a vida cristã, entrada da vida no Espírito e porta que dá acesso aos outros sacramentos.

Entre eles estava Demilson Sabóia da Silva, de 33 anos, que mora no Rio há um e sete meses. Ele contou que após chegar à cidade se inseriu em atividades paroquiais, até decidir entrar para o catecumenato. Muito emocionado, disse que agora é seguir em frente na caminhada com Cristo.

“Minha família sempre me incentivou a participar, mas foi somente agora, por livre e espontânea vontade que eu procurei a Igreja. Hoje estou emocionado porque esperei muito por este momento. Acredito que agora é seguir em frente e participar das atividades paroquiais”.

Confirmação – Um verdadeiro pentecostes

Após o batismo, todos os catecúmenos foram confirmados, recebendo o óleo do Santo Crisma na fronte. A jovem Clara Rodrigues de Souza, de 15 anos, destacou as novas amizades que fez durante a preparação e o protagonismo dos catequistas, que com persistência, esforço, determinação e amor ensinaram muitas coisas sobre religião e fé. Clara relatou que a maior emoção da Vigília Pascal foi a comunhão.

“No Batismo foi o meu primeiro passo para tudo que eu ainda vou viver na Igreja, naquele momento senti que eu realmente eu era parte do corpo místico, havia me tornado uma cristã de verdade. No Crisma eu confirmei que realmente foi essa religião que escolhi e escolheria mil vezes! Ser católica, apostólica, romana. Mas o momento mais emocionante de sábado foi a comunhão. Quando eu ajoelhei, respondi amém para o padre e recebi a hóstia, eu senti Jesus na minha alma! Nunca mais vou esquecer esse momento”.

Depois da confirmação, toda a assembleia renovou as promessas do batismo e os ministros fizeram a aspersão com a água benta.

Eucaristia – fonte e cume de toda a vida cristã

Ana Carla Bandeira Cunha, estava no grupo de 17 jovens e adultos catequizandos que receberam o sacramento da Eucaristia. Segundo ela, a caminhada de volta à vida sacramental foi vivida com muita luta, mas a vontade de estar perto de Deus a fez perseverar.

“Hoje é o início de uma caminhada, uma experiência maravilhosa que só quem está na presença de Deus sabe como é. Eu voltei ao caminho de Deus pela dor e por dificuldades pessoais. Há dois anos frequento assiduamente a igreja e jamais vou deixar Jesus porque Ele é minha força!”, testemunhou.

Procissão pelas ruas

Para anunciar a ressureição de Jesus, a comunidade paroquial saiu em procissão pelas ruas do bairro. Enquanto o ministério de música entoava louvores a Cristo, pessoas nas ruas e nas janelas acompanhavam emocionadas a passagem da procissão.

Com Jesus Sacramentado nas mãos, o pároco foi acompanhado do vigário, dos diáconos, dos catecúmenos e de todos os fiéis, que carregavam suas velas acesas, representando a luz de Cristo Ressuscitado. Todos bradavam com alegria: “Ressuscitou, aleluia”, “Ele vive e reina para sempre”.

A vigília foi finalizada dentro da igreja com a bênção do Santíssimo. Após a celebração, os sacerdotes fizeram uma foto oficial com os catecúmenos e catequizandos.

O pároco mergulha o círio na pia batismal

Momento do batismo de Demilson

Clara Souza recebendo o Santo Óleo do Crisma

Ana Carla recebe a Primeira Eucaristia

Adoração ao Santíssimo Sacramento antes de sair em procissão

Padre Robert carrega o Santíssimo Sacramento

Padre Claudio conduz a procissão luminosa

Comunidade sai às ruas para celebrar a ressurreição

Foto oficial com os catecúmenos e catequizandos